Pular para as informações do produto
1 de 1

Erva Baleeira- 30G

Erva Baleeira- 30G

Preço normal R$ 8,90
Preço normal Preço promocional R$ 8,90
-Liquid error (snippets/price line 121): divided by 0% OFF Esgotado
Frete calculado no checkout.
Valores Aproximados!
Carregando...

ATENÇÃO: Todos os kits que tem óvulos tem prazo de 15 dias úteis pra envio.

cred

A erva baleeira é usada na fitoterapia como medicamento natural e na culinária como tempero.

Para ambos os casos, as partes usadas são as folhas da planta que, quando maceradas, exalam um cheiro forte e singular proveniente de seu óleo essencial.

O aroma lembra aqueles temperos prontos de carne ou galinha vendidos em cubinhos. Por isso, algumas pessoas a utilizam como substituto natural desses temperos industrializados.

Uso popular

A folha da planta é amplamente utilizada na medicina caseira, principalmente nas regiões litorâneas do Sudeste e Leste.

Ela é considerada uma planta anti-inflamatória, antiartrítica, analgésica, tônica e antiulcerogênica. Por isso, as pessoas costumam usar o chá de erva baleeira para cicatrizar feridas externas ou tratar úlceras.

Propriedades terapêuticas

Na fitoterapia, a erva baleeira serve para artrite, artrose, dores musculares e outros problemas de saúde como:

  • nevralgias
  • contusões
  • tendinites
  • reumatismos
  • gota
  • problemas gastrointestinais

A erva baleeira possui uma substância chamada humuleno, encontrada em seu óleo essencial. Essa substância confere à planta atividade anti-inflamatória em alergias respiratórias.

Em um estudo, os pesquisadores avaliaram a atividade anti-inflamatória e as propriedades antialérgicas das substâncias extraídas das folhas da erva baleeira em animais. Eles observaram a redução do edema e de outros efeitos associados à inflamação.

É possível também usar a erva baleeira em gel, creme e óleo para massagem, por causa de sua ação anti-inflamatória e analgésica. Essas ações são potencializadas quando se aplica o produto na pele junto com movimentos de massagem.

Como usar erva baleeira?

A erva baleeira pode ser usada em cápsulas de extrato seco ou do pó, tintura, chá e, externamente, na forma de compressa ou gel. Confira abaixo as doses recomendadas:

Extrato Seco: 150 mg 3 vezes ao dia.
Pó: 20 a 40 mg/kg/dia dividido em 3 tomadas.
Tintura: 2 a 4 gotas/kg/dia dividido em 3 a 4 tomadas.
Chá: 1 colher de sopa em 1 copo de água, 1 vez ao dia.
Pode-se usar externamente na forma de compressa ou creme/gel.

No caso de problemas gastrointestinais, é recomendado utilizar a erva baleeira na forma de tintura pingando as gotas em água morna para evaporar o álcool, pois seu teor alcoólico elevado pode provocar mais irritação gástrica.

A erva baleeira é usada na fitoterapia como medicamento natural e na culinária como tempero.

Para ambos os casos, as partes usadas são as folhas da planta que, quando maceradas, exalam um cheiro forte e singular proveniente de seu óleo essencial.

O aroma lembra aqueles temperos prontos de carne ou galinha vendidos em cubinhos. Por isso, algumas pessoas a utilizam como substituto natural desses temperos industrializados.

Uso popular

A folha da planta é amplamente utilizada na medicina caseira, principalmente nas regiões litorâneas do Sudeste e Leste.

Ela é considerada uma planta anti-inflamatória, antiartrítica, analgésica, tônica e antiulcerogênica. Por isso, as pessoas costumam usar o chá de erva baleeira para cicatrizar feridas externas ou tratar úlceras.

Propriedades terapêuticas

Na fitoterapia, a erva baleeira serve para artrite, artrose, dores musculares e outros problemas de saúde como:

  • nevralgias
  • contusões
  • tendinites
  • reumatismos
  • gota
  • problemas gastrointestinais

A erva baleeira possui uma substância chamada humuleno, encontrada em seu óleo essencial. Essa substância confere à planta atividade anti-inflamatória em alergias respiratórias.

Em um estudo, os pesquisadores avaliaram a atividade anti-inflamatória e as propriedades antialérgicas das substâncias extraídas das folhas da erva baleeira em animais. Eles observaram a redução do edema e de outros efeitos associados à inflamação.

É possível também usar a erva baleeira em gel, creme e óleo para massagem, por causa de sua ação anti-inflamatória e analgésica. Essas ações são potencializadas quando se aplica o produto na pele junto com movimentos de massagem.

Como usar erva baleeira?

A erva baleeira pode ser usada em cápsulas de extrato seco ou do pó, tintura, chá e, externamente, na forma de compressa ou gel. Confira abaixo as doses recomendadas:

Extrato Seco: 150 mg 3 vezes ao dia.
Pó: 20 a 40 mg/kg/dia dividido em 3 tomadas.
Tintura: 2 a 4 gotas/kg/dia dividido em 3 a 4 tomadas.
Chá: 1 colher de sopa em 1 copo de água, 1 vez ao dia.
Pode-se usar externamente na forma de compressa ou creme/gel.

No caso de problemas gastrointestinais, é recomendado utilizar a erva baleeira na forma de tintura pingando as gotas em água morna para evaporar o álcool, pois seu teor alcoólico elevado pode provocar mais irritação gástrica.

A erva baleeira é usada na fitoterapia como medicamento natural e na culinária como tempero.

Para ambos os casos, as partes usadas são as folhas da planta que, quando maceradas, exalam um cheiro forte e singular proveniente de seu óleo essencial.

O aroma lembra aqueles temperos prontos de carne ou galinha vendidos em cubinhos. Por isso, algumas pessoas a utilizam como substituto natural desses temperos industrializados.

Uso popular

A folha da planta é amplamente utilizada na medicina caseira, principalmente nas regiões litorâneas do Sudeste e Leste.

Ela é considerada uma planta anti-inflamatória, antiartrítica, analgésica, tônica e antiulcerogênica. Por isso, as pessoas costumam usar o chá de erva baleeira para cicatrizar feridas externas ou tratar úlceras.

Propriedades terapêuticas

Na fitoterapia, a erva baleeira serve para artrite, artrose, dores musculares e outros problemas de saúde como:

  • nevralgias
  • contusões
  • tendinites
  • reumatismos
  • gota
  • problemas gastrointestinais

A erva baleeira possui uma substância chamada humuleno, encontrada em seu óleo essencial. Essa substância confere à planta atividade anti-inflamatória em alergias respiratórias.

Em um estudo, os pesquisadores avaliaram a atividade anti-inflamatória e as propriedades antialérgicas das substâncias extraídas das folhas da erva baleeira em animais. Eles observaram a redução do edema e de outros efeitos associados à inflamação.

É possível também usar a erva baleeira em gel, creme e óleo para massagem, por causa de sua ação anti-inflamatória e analgésica. Essas ações são potencializadas quando se aplica o produto na pele junto com movimentos de massagem.

Como usar erva baleeira?

A erva baleeira pode ser usada em cápsulas de extrato seco ou do pó, tintura, chá e, externamente, na forma de compressa ou gel. Confira abaixo as doses recomendadas:

Extrato Seco: 150 mg 3 vezes ao dia.
Pó: 20 a 40 mg/kg/dia dividido em 3 tomadas.
Tintura: 2 a 4 gotas/kg/dia dividido em 3 a 4 tomadas.
Chá: 1 colher de sopa em 1 copo de água, 1 vez ao dia.
Pode-se usar externamente na forma de compressa ou creme/gel.

No caso de problemas gastrointestinais, é recomendado utilizar a erva baleeira na forma de tintura pingando as gotas em água morna para evaporar o álcool, pois seu teor alcoólico elevado pode provocar mais irritação gástrica.

A erva baleeira é usada na fitoterapia como medicamento natural e na culinária como tempero.

Para ambos os casos, as partes usadas são as folhas da planta que, quando maceradas, exalam um cheiro forte e singular proveniente de seu óleo essencial.

O aroma lembra aqueles temperos prontos de carne ou galinha vendidos em cubinhos. Por isso, algumas pessoas a utilizam como substituto natural desses temperos industrializados.

Uso popular

A folha da planta é amplamente utilizada na medicina caseira, principalmente nas regiões litorâneas do Sudeste e Leste.

Ela é considerada uma planta anti-inflamatória, antiartrítica, analgésica, tônica e antiulcerogênica. Por isso, as pessoas costumam usar o chá de erva baleeira para cicatrizar feridas externas ou tratar úlceras.

Propriedades terapêuticas

Na fitoterapia, a erva baleeira serve para artrite, artrose, dores musculares e outros problemas de saúde como:

  • nevralgias
  • contusões
  • tendinites
  • reumatismos
  • gota
  • problemas gastrointestinais

A erva baleeira possui uma substância chamada humuleno, encontrada em seu óleo essencial. Essa substância confere à planta atividade anti-inflamatória em alergias respiratórias.

Em um estudo, os pesquisadores avaliaram a atividade anti-inflamatória e as propriedades antialérgicas das substâncias extraídas das folhas da erva baleeira em animais. Eles observaram a redução do edema e de outros efeitos associados à inflamação.

É possível também usar a erva baleeira em gel, creme e óleo para massagem, por causa de sua ação anti-inflamatória e analgésica. Essas ações são potencializadas quando se aplica o produto na pele junto com movimentos de massagem.

Como usar erva baleeira?

A erva baleeira pode ser usada em cápsulas de extrato seco ou do pó, tintura, chá e, externamente, na forma de compressa ou gel. Confira abaixo as doses recomendadas:

Extrato Seco: 150 mg 3 vezes ao dia.
Pó: 20 a 40 mg/kg/dia dividido em 3 tomadas.
Tintura: 2 a 4 gotas/kg/dia dividido em 3 a 4 tomadas.
Chá: 1 colher de sopa em 1 copo de água, 1 vez ao dia.
Pode-se usar externamente na forma de compressa ou creme/gel.

No caso de problemas gastrointestinais, é recomendado utilizar a erva baleeira na forma de tintura pingando as gotas em água morna para evaporar o álcool, pois seu teor alcoólico elevado pode provocar mais irritação gástrica.

A erva baleeira é usada na fitoterapia como medicamento natural e na culinária como tempero.

Para ambos os casos, as partes usadas são as folhas da planta que, quando maceradas, exalam um cheiro forte e singular proveniente de seu óleo essencial.

O aroma lembra aqueles temperos prontos de carne ou galinha vendidos em cubinhos. Por isso, algumas pessoas a utilizam como substituto natural desses temperos industrializados.

Uso popular

A folha da planta é amplamente utilizada na medicina caseira, principalmente nas regiões litorâneas do Sudeste e Leste.

Ela é considerada uma planta anti-inflamatória, antiartrítica, analgésica, tônica e antiulcerogênica. Por isso, as pessoas costumam usar o chá de erva baleeira para cicatrizar feridas externas ou tratar úlceras.

Propriedades terapêuticas

Na fitoterapia, a erva baleeira serve para artrite, artrose, dores musculares e outros problemas de saúde como:

  • nevralgias
  • contusões
  • tendinites
  • reumatismos
  • gota
  • problemas gastrointestinais

A erva baleeira possui uma substância chamada humuleno, encontrada em seu óleo essencial. Essa substância confere à planta atividade anti-inflamatória em alergias respiratórias.

Em um estudo, os pesquisadores avaliaram a atividade anti-inflamatória e as propriedades antialérgicas das substâncias extraídas das folhas da erva baleeira em animais. Eles observaram a redução do edema e de outros efeitos associados à inflamação.

É possível também usar a erva baleeira em gel, creme e óleo para massagem, por causa de sua ação anti-inflamatória e analgésica. Essas ações são potencializadas quando se aplica o produto na pele junto com movimentos de massagem.

Como usar erva baleeira?

A erva baleeira pode ser usada em cápsulas de extrato seco ou do pó, tintura, chá e, externamente, na forma de compressa ou gel. Confira abaixo as doses recomendadas:

Extrato Seco: 150 mg 3 vezes ao dia.
Pó: 20 a 40 mg/kg/dia dividido em 3 tomadas.
Tintura: 2 a 4 gotas/kg/dia dividido em 3 a 4 tomadas.
Chá: 1 colher de sopa em 1 copo de água, 1 vez ao dia.
Pode-se usar externamente na forma de compressa ou creme/gel.

No caso de problemas gastrointestinais, é recomendado utilizar a erva baleeira na forma de tintura pingando as gotas em água morna para evaporar o álcool, pois seu teor alcoólico elevado pode provocar mais irritação gástrica.

Ver informações completas